buena-onda-logo

Buena Onda - 2006 - Todos os direitos reservados.

 

Português
Relise: João Donato

lInstrumentista (pianista e acordeonista). Arranjador. Cantor. Compositor.

Tem três filhos: Jodel, Joana e Donatinho.

Nascido em Rio Branco, no Acre, em sua infância, costumava brincar de música com flautinhas de bambu e panelas. Depois, recebeu de presente um acordeom de oito baixos e, mais tarde, um acordeom maior. Em 1945, mudou-se para o Rio de Janeiro com sua família. Nessa cidade, começou a tocar em festas de seu colégio. Numa dessas festas, conheceu o grupo Namorados da Lua e fez amizade com Lúcio Alves, Nanai e Chicão. Quatro anos depois, já atuava em jam-sessions realizadas na casa de Dick Farney e no Sinatra-Farney Fan Club, do qual era membro. Em 1951, participou do programa de música nordestina "Manhãs da roça", comandado por Zé do Norte, na Rádio Guanabara. Nessa época, começou a estudar piano.

Dados Artísticos

Iniciou sua carreira profissional em 1949, como integrante do grupo Altamiro Carrilho e Seu Regional, com o qual gravou, nesse ano, um 78 rpm contendo as canções "Brejeiro" (Ernesto Nazareth) e "Feliz aniversário" (Altamiro Carrilho e Ari Duarte). O selo omite sua participação no disco. Em seguida, substituiu Chiquinho do Acordeon no conjunto de Fafá Lemos em apresentação na boate Monte Carlo (RJ). Atuou depois em outras casas noturnas, como Plaza, Drink, Sacha's e Au Bon Gourmet, entre outras.

Em 1953, formou seu próprio grupo, Donato e Seu Conjunto, com o qual lançou, nesse ano, dois discos em 78 rpm: "Tenderly" (J. Lawrence e W..Gross)/"Invitation" (Bronislau Kaper) e "Já chegou a hora (Rubens Campos e Henricão)/"You Belong to Me" (Pee Wee King/Stewart/Price).

Fez parte do grupo Os Namorados, com o qual gravou três discos em 78 rpm: "Eu quero um samba" (Haroldo Barbosa e Janet de Almeida)/"Três Ave-Marias" (Hanibal Cruz), em 1953; "Palpite infeliz" (Noel Rosa)/"Pagode em Xerem (Sebastião Gomes e Alcebádes Barcelos), em 1953; e "Você sorriu" (Valdemar Gomes e José Rosa)/"Não sou bobo" (Nanai, Ari Monteiro e L. Machado), em 1954.

Ainda em 1954, formou o Trio Donato, com o qual lançou um 78 rpm contendo as canções "Se acaso você chegasse (Lupicínio Rodrigues e Felisberto Martins) e "Há muito tempo atrás (J. Kern e I. Gershwin).

Em 1956, mudou-se para São Paulo, onde atuou como pianista do conjunto Os Copacabanas e na Orquestra de Luís Cesar. Nesse mesmo ano, lançou, com o Donato e Seu Conjunto, um 78 rpm contendo as músicas "Farinhada" (Zé Dantas) e "Comigo é assim" (Luiz Bittencourt e José Menezes). Ainda em 1956, gravou seu primeiro LP, "Chá dançante", produzido por Tom Jobim para a gravadora Odeon. No repertório, as canções "Comigo é assim" (Luiz Bittencourt e Zé Menezes), "No Rancho Fundo" (Ary Barroso e Lamartine Babo), "Se acaso você chegasse" (Lupicínio Rodrigues e Felisberto Martins), "Carinhoso" (Pixinguinha e João de Barro), "Baião" (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira), "Peguei um Ita no Norte" (Dorival Caymmi), "Farinhada" (Zé Dantas) e "Baião da Garoa" (Luiz Gonzaga e Hervé Cordovil).

Em 1958, voltou para o Rio de Janeiro e passou a dedicar-se exclusivamente ao piano. Nesse ano, gravou duas faixas no LP "Dance conosco": "Minha saudade", seu primeiro sucesso, e "Mambinho", ambas em parceria com João Gilberto. Nessa época, fez parte da Orquestra do Maestro Copinha, que se apresentava no Copacabana Palace (RJ).

Em 1959, viajou para o México com Nanai e Elizeth Cardoso. Em seguida, transferiu-se para os Estados Unidos, onde residiu durante três anos. Nesse país, atuou com Carl Tjader, Johnny Martinez, Tito Puente e Mongo Santa Maria. Excursionou com João Gilberto pela Europa.

Em 1962, voltou para o Brasil.

Em 1963, gravou o LP "Muito à vontade", com Tião Neto (contrabaixo) e Milton Banana (bateria). O disco foi lançado pela Polydor, com destaque para suas composições "Sambou... sambou" (c/ João Melo) e "Caminho de casa". Também nesse ano, lançou o LP "A bossa muito moderna de João Donato e seu Trio".

Em seguida, retornou aos Estados Unidos, onde viveu por mais dez anos. Nesse país, gravou um LP com o saxofonista Bud Shank e com a violonista Rosinha de Valença, além dos discos "Piano of João Donato - The sound new sound of Brazil", "A bad Donato", que contou com a participação do contrabaixista Ron Carter, e "Donato Deodato - Featuring João Donato arranged and conducted by Deodato", com arranjos de Eumir Deodato. Atuou também com outros artistas, como Astrud Gilberto, Caymmi, Tom Jobim, Eumir Deodato, Stan Kenton, Nelson Riddle, Herbie Mann e Wes Montgomery, entre outros. Suas músicas "Amazonas", na gravação de Chris Montez, e "A rã" e "Caranguejo", ambas gravadas por Sérgio Mendes, fizeram sucesso junto ao público norte-americano.

Em 1972, voltou para o Brasil e gravou o LP "Quem é quem", lançado pela Odeon no ano seguinte. Esse disco apresenta a novidade de ter no repertório músicas com letras cantadas pelo próprio compositor, até então intérprete de música instrumental, com destaque para "Até quem sabe" (c/ Lysias Ênio) e "Chorou, chorou" (c/ Paulo César Pinheiro), entre outras.

Em 1974, assinou a direção musical e participou do show "Cantar", realizado por Gal Costa no Teatro da Praia (RJ). O espetáculo foi registrado em disco, com um repertório que incluiu suas canções "Até quem sabe" e "A rã" (c/ Caetano Veloso).

Em 1975, gravou o LP "Lugar comum", lançado pela Phonogram.

VEJA BIOGRAFIA COMPLETA AQUI

Site: www.joaodonato.com.br

Ficha Técnica.
Estilo Musical:
MPB, Instrumental, Bossa Nova Samba e Jazz.
Descrição: Neste programa recebemos a um dos grandes “mestres” da música brasileira, João Donato. Com sua contagiante tranquilidade ele falou ao MFB Podcast sobre a sua trajetória musical, contando muitas histórias e passagens importantes de sua carreira. Este é um programa especial, mais longo que o habitual, e por isso está dividido em duas partes, A e B. Ouça agora esta entrevista inédita utilizando os ícones abaixo.

<<Programa #16 / Episode #16 - 2008 - João Donato.

English
Release: João Donato

Instrumentalist (pianist and accordionist). Arranger. Singer. Composer.

Father of three children: Jodel, Joana and Donatinho.

Born in Rio Branco, state of Acre, he used to play music with bamboo small flutes and saucepans in his childhood. One day he got an eight bass accordion as a gift and, later on, a higher accordion. In 1945, he moved to Rio de Janeiro with his family. There, he started to play on his school’s parties. On one of these parties, he met the band “Namorados da Lua” and started a friendship with Lúcio Alves, Nanai and Chicão. Four years later, he was already playing in the jam-sessions held at Dick Farney´s and at the Sinatra-Farney Fan Club, to which he was a member. In 1951, he participated in the northeastern music program "Manhãs da roça", broadcasted by Zé do Norte, on the Rádio Guanabara. At the same time, he started to study piano.

Artistic Data

He started his professional career in 1949, as a member of the Altamiro Carrilho e Seu Regional´s band, with which he recorded, in that year, a 78 rpm with the songs "Brejeiro" (Ernesto Nazareth) and "Feliz aniversário" (Altamiro Carrilho and Ari Duarte). His participation on the record was omitted by the label. Thereafter, he replaced Chiquinho do Acordeon in the Fafá Lemos´band in a show at the Monte Carlo nightclub (RJ). Thereafter he performed in other nightclubs, such as Plaza, Drink, Sacha's and Au Bon Gourmet, among others.

In 1953, he formed his own band, “Donato e Seu Conjunto”, with which he launched, in that year, two 78 rpm records: "Tenderly" (J. Lawrence and W.Gross)/"Invitation" (Bronislau Kaper) and "Já chegou a hora” (Rubens Campos and Henricão)/"You Belong to Me" (Pee Wee King/Stewart/Price).

He joined the band “Os Namorados”, with which he recorded three 78 rpm records: "Eu quero um samba" (Haroldo Barbosa and Janet de Almeida)/"Três Ave-Marias" (Hanibal Cruz), in 1953; "Palpite infeliz" (Noel Rosa)/"Pagode em Xerém” (Sebastião Gomes and Alcebíades Barcelos), in 1953; and "Você sorriu" (Valdemar Gomes and José Rosa)/"Não sou bobo" (Nanai, Ari Monteiro and L. Machado), in 1954.
Still in 1954, he formed the “Trio Donato”, with which he launched a 78 rpm including the songs "Se acaso você chegasse (Lupicínio Rodrigues and Felisberto Martins) and "Há muito tempo atrás” (J. Kern and I. Gershwin).

In 1956, he moved to São Paulo, where he was the pianist of the band “Os Copacabanas” and the “Orquestra de Luís Cesar”. In that same year, he launched a 78 rpm with the “Donato e Seu Conjunto”, including the musics "Farinhada" (Zé Dantas) and "Comigo é assim" (Luiz Bittencourt and José Menezes). Yet in 1956, he recorded his first LP, "Chá dançante", produced by Tom Jobim for the Odeon label. In the repertory, the songs "Comigo é assim" (Luiz Bittencourt and Zé Menezes), "No Rancho Fundo" (Ary Barroso and Lamartine Babo), "Se acaso você chegasse" ( Lupicínio Rodrigues and Felisberto Martins), "Carinhoso" (Pixinguinha and João de Barro), "Baião" (Luiz Gonzaga and Humberto Teixeira), "Peguei um Ita no Norte" (Dorival Caymmi), "Farinhada" (Zé Dantas) and "Baião da Garoa" (Luiz Gonzaga and Hervé Cordovil).

In 1958, he went back to Rio de Janeiro and started to dedicate himself exclusively to the piano. In that year, he recorded two tracks on the LP "Dance conosco": "Minha saudade", his first success, and "Mambinho", both with the partnership of João Gilberto. At that time, he joined the “Orquestra do Maestro Copinha”, that played at the Copacabana Palace (RJ).

In 1959, he went to Mexico with Nanai and Elizeth Cardoso. Thereafter, he moved to the United States, where he lived for three years. There, he played with Carl Tjader, Johnny Martinez, Tito Puente and Mongo Santa Maria. He made a tour in Europe with João Gilberto.

In 1962, he came back to Brazil.

In 1963, he recorded the LP "Muito à vontade", with Tião Neto (double bass) and Milton Banana (drums). The record was launched by Polydor, standing out his compositions "Sambou... sambou" (with/ João Melo)and "Caminho de casa". On that same year the LP "A bossa muito moderna de João Donato e seu Trio" was launched.
Soon he returned to the United States, where he lived for more than ten years. There, he recorded a LP with saxophonist Bud Shank and with guitar player Rosinha de Valença, in addition to the records "Piano of João Donato - The sound new sound of Brazil", "A bad Donato", which included the participation of double bass Ron Carter, and "Donato Deodato - Featuring João Donato, arranged and conducted by Deodato", with arrangements by Eumir Deodato. He also performed with other artists, such as Astrud Gilberto, Caymmi, Tom Jobim, Eumir Deodato, Stan Kenton, Nelson Riddle, Herbie Mann and Wes Montgomery, among others. His musics "Amazonas", in the Chris Montez´ recording, and "A rã" and "Caranguejo", both recorded by Sérgio Mendes, gathered a great success with the North American audience.

In 1972, he returned to Brazil and in the following year the LP "Quem é quem", was recorded and launched by Odeon. The innovation of such record was the inclusion to its repertory of music with lyrics sung by the composer himself, who had been, until then, an interpreter of instrumental music, and "Até quem sabe" (with/ Lysias Ênio) and "Chorou, chorou" (with/ Paulo César Pinheiro) are outstanding, among others.

In 1974, he was the musical director and participated in the show "Cantar", made by Gal Costa on the Teatro da Praia (RJ). The show was recorded, and his songs "Até quem sabe" and "A rã" (with/ Caetano Veloso) were included in the repertory.

In 1975, the LP "Lugar comum", was recorded, launched by Phonogram.

READ THE COMPLETE BIOGRAPHY HERE.

Español.
Release: João Donato

I
nstrumentista (pianista y acordeonista), Arreglador, Cantante, y Compositor.

Tiene tres hijos: Jodel, Joana y Donatinho.

Nació en Rió Branco, Acre, Brasil. En su infancia, tenia el costumbre de jugar con música con flautitas de bambú y hoyas. Después, recibió de regalo un acordeón de ocho bajos, y más tarde, un acordeón mayor. En 1945, se traslado a Rió de Janeiro con su familia. En esta ciudad, empezó a tocar en fiestas de su colegio. En una de estas fiestas, conoció el grupo “Namorados da Lua” e hizo amistad con Lúcio Alves, Nanai y Chicão. Cuatro años después, ya actuaba en jam-sessions realizadas en la casa de Dick Farney y en el “Sinatra-Farney Fan Club”, del cual era miembro. En 1951, participo de el programa de música regional brasileña "Manhãs da roça", comandado por Zé do Norte, en la “Rádio Guanabara”. En esa época, empezó a estudiar piano.

Datos Artísticos

Inició su carrera profesional en 1949, como integrante del grupo “Altamiro Carrillo” y “Seu Regional”, con el cual grabó, en ese año, un 78 rpm conteniendo las canciones "Brejeiro" (Ernesto Nazareth) y "Feliz aniversário" (Altamiro Carrilho e Ari Duarte). El sello omite su participación en el disco. En seguida, substituye Chiquinho do Acordeon en el conjunto de Fafá Lemos en presentaciones en la casa nocturna “Monte Carlo” (RJ). Actuó después en otras casas nocturnas, como “Plaza”, “Drink”, “Sacha's’ y “Au Bon Gourmet”, entre otras.

En 1953, formo su propio grupo, “Donato e Seu Conjunto”, con el cual lanzó, en ese año, dos discos de 78 rpm: "Tenderly" (J. Lawrence e W..Gross)/"Invitation" (Bronislau Kaper) y "Já chegou a hora (Rubens Campos e Henricão)/"You Belong to Me" (Pee Wee King/Stewart/Price).

Hizo parte del grupo “Os Namorados”, con el cual grabo tres discos de 78 rpm: "Eu quero um samba" (Haroldo Barbosa e Janet de Almeida)/"Três Ave-Marias" (Hanibal Cruz), en 1953; "Palpite infeliz" (Noel Rosa)/"Pagode em Xerem (Sebastião Gomes e Alcebádes Barcelos), en 1953; y "Você sorriu" (Valdemar Gomes e José Rosa)/"Não sou bobo" (Nanai, Ari Monteiro e L. Machado), en 1954.

Todavia en 1954, formo el “Trio Donato”, con el cual lanzo un 78 rpm conteniendo las canciones "Se acaso você chegasse” (Lupicínio Rodrigues e Felisberto Martins) y "Há muito tempo atrás” (J. Kern e I. Gershwin).

En 1956, se trasladó para São Paulo, adonde actuó como pianista del conjunto “Os Copacabanas” y en la “Orquestra de Luís Cesar”. En este mismo año, lanzo, con el “Donato e Seu Conjunto”, un 78 rpm conteniendo las músicas "Farinhada" (Zé Dantas) y "Comigo é assim" (Luiz Bittencourt e José Menezes). Todavía en 1956, grabó su primer LP, "Chá dançante", producido por Tom Jobim para la grabadora Odeon. En el repertorio, las canciones "Comigo é assim" (Luiz Bittencourt e Zé Menezes), "No Rancho Fundo" (Ary Barroso e Lamartine Babo), "Se acaso você chegasse" (Lupicínio Rodrigues e Felisberto Martins), "Carinhoso" (Pixinguinha e João de Barro), "Baião" (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira), "Peguei um Ita no Norte" (Dorival Caymmi), "Farinhada" (Zé Dantas) y "Baião da Garoa" (Luiz Gonzaga e Hervé Cordovil).

En 1958, volvió para Rió de Janeiro y paso a dedicarse exclusivamente al piano. En ese año, grabo dos temas en el LP "Dance conosco": "Minha saudade", su primer éxito, y "Mambinho", las dos en conjunto con João Gilberto. En esta época, hizo parte de la “Orquestra do Maestro Copinha”, que se presentaba en el Hotel “Copacabana Palace” (RJ).

En 1959, viajo para México con Nanai y Elizeth Cardoso. En seguida, se mudo para los Estados Unidos, adonde residió durante tres años. En ese país, actuó con Carl Tjader, Johnny Martinez, Tito Puente y Mongo Santa Maria. Hizo una gira con João Gilberto por Europa.

En 1962, volvió para Brasil.

En 1963, grabó el LP "Muito à vontade", con Tião Neto (contrabajo) y Milton Banana (batería). El disco fue lanzado por Polydor, con destaque para sus composiciones "Sambou... sambou" (c/ João Melo) y "Caminho de casa". También en el mismo año, lanzo el LP "A bossa muito moderna de João Donato e seu Trio".

En seguida, retorno a los Estados Unidos, adonde vivió por más diez años. En ese país, grabó un LP con el saxofonista Bud Shank y con la guitarrista Rosinha de Valença, además de los discos "Piano of João Donato - The sound new sound of Brazil", "A bad Donato", que tubo la participación del el contrabajista Ron Carter, y "Donato Deodato - Featuring João Donato arranged and conducted by Deodato", con arreglos de Eumir Deodato. Actuó también con otros artistas, como Astrud Gilberto, Caymmi, Tom Jobim, Eumir Deodato, Stan Kenton, Nelson Riddle, Herbie Mann y Wes Montgomery, entre otros. Sus músicas "Amazonas", en la grabación de Chris Montez, "A rã" y "Caranguejo", ambas grabadas por Sérgio Mendes, tuvieron éxito junto al público norte-americano.

En 1972, volvió para Brasil y grabó el LP "Quem é quem", lanzado por Odeon en el año siguiente. Ese disco presenta la novedad de tener en el repertorio músicas con letras cantadas por el propio compositor, hasta entonces intérprete de música instrumental, con destaque para "Até quem sabe" (c/ Lysias Ênio) y "Chorou, chorou" (c/ Paulo César Pinheiro), entre otras.

En 1974, asumió la dirección musical y participo del show "Cantar", realizado por Gal Costa en el “Teatro da Praia” (RJ). El espectáculo fue registrado en disco, con un repertorio que incluyo sus canciones "Até quem sabe" y "A rã" (c/ Caetano Veloso).

En 1975, grabó el LP "Lugar común", lanzado por Phonogram.

VEA LA BIOGRAFIA COMPLETA AQUÍ.

Program Information:
Musical Style:
MPB, Instrumental, Bossa Nova, Samba & Jazz.
Description: In this episode we receive the grate musician João Donato. One of the most important names of the Brazilian music. In this interview he talks about his carrier, the beginning playing accordion, and his ears leaving in the USA playing with
renowned names of the Jazz and Latin music, until his last DVD, “Donatural”.

Listen now to this interview by using one of the links below.

Descriptivo Tecnico.
Estílo Musical:
MPB, Instrumental, Bossa Nova Samba y Jazz.
Descripción: En este programa recibimos a uno de los grandes “maestros” de la música brasileña, João Donato. Con su contagiante tranquilidad el habló al MFB Podcast sobre su trayectoria musical, contando muchas historias y pasajes importantes de su carrera. Este es un programa especial, mas largo que lo habitual, y por eso está dividido en dos partes, A y B. Escuche ahora esta entrevista inédita utilizando los íconos abajo.

donato2
ouca A
ouca B
donw A
donw B
listen A
listen B
DwA
DwB
escuche A
escuche B
donw A
donw B
mfb_style_cabecalho