buena-onda-logo

Buena Onda - 2006 - Todos os direitos reservados.

Discografia: Marcus Tardelli.

Release: Marcus Tardelli
* Infância
Na Infância, às vezes Marcus Tardelli implorava aos pais “tira isso da minha cabeça”. Seu ouvido extremamente musical assimilava uma quantidade de sons difícil de ser administrada por uma criança. “A música sempre esteve com ele desde o início,” relembra sua mãe. “Ao invés de brinquedos, ele sempre me pedia para colocar os discos. E quando determinadas músicas começavam a tocar na vitrola, ele começava a chorar continuamente. Muitas vezes ele fugia de casa pra não ouvir aquelas faixas do disco que o emocionavam. Aquilo mexia muito com a sua sensibilidade, uma sensação difícil ainda para um menino de quatro anos administrar.”

* O Violão
O violão sempre esteve presente desde os primeiros passos de Marcus. Seu pai que na infância sonhou ser violonista profissional, nunca abandonou o instrumento. “Fui criado ouvindo meu pai tocar violão para minha mãe,” diz Marcus. “Por volta dos meus 4 anos, eu já tinha uma guitarrinha de brinquedo com barbantes ao invés de cordas, na qual eu fantasiava tocar, já que ainda não tinha os dedos fisicamente aptos pra isso. Mas foi aos sete anos que meu pai me prometeu um primeiro violão de verdade – era um pequeno Giannini usado, pintado com verniz caseiro, que meu pai comprou de um amigo. Nunca esperei tanto um presente na minha vida quanto este. Quando o instrumento chegou não pensava em outra coisa.”

* Precoce Virtuosismo
Com pouco tempo de convivência com o instrumento, o menino Marcus já mostrava a que veio: “Assim que ele ganhou o violão,” relata seu pai, “comecei a lhe dar aulas. Logo veio meu primeiro susto: tudo o que eu havia aprendido em anos de estudo de violão ele aprendeu em 4 ou 5 dias. Logo em seguida, eu o coloquei em uma aula com um profissional, porém a sua facilidade com o instrumento parecia não ter limite. Ele nem tinha completado 10 anos quando lhe dei um disco de violão de Dilermando Reis. Fiquei impressionado com o que vi: ele tirou de ouvido o disco inteiro em menos de uma semana, tocando os arranjos exatamente como foram gravados. Nesse momento vi que se trava de um talento incomum.” Aos 10 anos, Marcus Tardelli já começava a fazer concertos por sua cidade natal, Petrópolis, se apresentando solo e também com orquestras locais.

* Ouvido
Outra grande virtude de Marcus Tardelli é a sua capacidade de ouvir. Nasceu com ouvido-perfeito, sendo capaz de reconhecer qualquer som em qualquer altura ou combinação. Porém o mais notável é sua sensibilidade para entender a música em sua plenitude e reproduzi-la da forma mais profunda. “Meu maior veículo de interação com a música sempre foi meu ouvido e não o violão” explica Marcus. “Pra mim foi muito mais natural tocar de ouvido do que por partituras. Aliás, tive um professor de violão quando menino que tentava me ensinar teoria musical, mas eu acabava não dando ouvido pro que ele falava, e sim pro que ele tocava. Nas aulas eu pedia para que ele tocasse algumas vezes a partitura em questão. Após a 2ª ou 3ª execução eu já estava com a música inteira na mente, chegava logo em casa e rapidamente passava o que eu acabava de ouvir pro violão. Daí na aula seguinte, eu chegava tocando a música fingindo ler a partitura para não chatear o professor. Na verdade minha maior escola acabou sendo o meu próprio ouvido. Comecei a tirar tudo que ouvia de discos e fitas. Me lembro que, aos 11 anos, cheguei a tirar toda a parte do violão do Concerto de Villa Lobos e depois ficava tocando junto com o disco”. Com apenas 16 anos, Marcus já colecionava um incrível número de músicas em seu repertório. Eram quase 100 músicas tiradas de ouvido, entre elas inúmeras peças eruditas pra violão (como as 5 Bagatelas de William Walton e os 12 estudos de Villa Lobos), 3 concertos pra violão e orquestra, transcrições de peças de orquestras ou de outras formações para o violão e principalmente vários arranjos próprios, de música popular brasileira.

* O Intérprete
Marcus Tardelli vai ainda mais além de seu ouvido-perfeito e demonstra uma incrível e precoce maturidade musical ao interpretar. Segundo o crítico de música Paulo Sales, do jornal Correio da Bahia, o virtuosismo de Marcus está à flor da alma: “Marcus Tardelli possui um ouvido à flor da alma, capaz de reconhecer com profundidade o universo do compositor e reproduzi-lo em toda a sua plenitude.” O compositor e violonista Guinga, um dos maiores nomes da música brasileira, foi um dos primeiros a entender a genialidade do violonista: “Um dos grandes diferenciais de Marcus Tardelli é o sentimento com que ele toca, que é uma coisa única, que o coloca em um nível que é só dele. É como Rubinstein no piano. São determinados músicos que estão além do julgamento meramente técnico, eles tem uma relação com o imponderável. Deus tocou o coração deste rapaz.” – entrevista ao Jornal O Tempo, de Belo Horizonte, MG

* Reinvenção do Violão
Também considerado um revolucionário na técnica de tocar, Marcus Tardelli está transformando o pensamento violonístico, apontando para caminhos jamais percorridos no violão, em busca da harmonia perfeita e do caminho orquestral no instrumento. “Comecei de maneira autodidata tirando tudo de ouvido e nunca me enquadrei em nenhum método ou escola de violonistas,” diz Marcus. “Sempre ouvia mais discos de orquestras e outras formações do que discos de violão. Para produzir os sons que eu ouvia, as minhas mãos foram se desenvolvendo de uma forma incomum na técnica tradicional do instrumento. Por exemplo, o uso do polegar da mão esquerda o tempo todo para fazer melodias ou harmonias que com a técnica tradicional eu não conseguiria fazer. Nunca coloquei barreiras técnicas e acabei criando um novo caminho pro violão.” Guinga também faz sua análise sobre a técnica de Marcus: “O que ele faz com sua técnica é praticamente impossível para os violonistas que estão aí. Ele faz qualquer procedimento antinatural parecer natural, tudo em favor da música. A mão esquerda dele realmente é um componente a mais dentro do violão. Tardelli é o “último dos moicanos”, não sei se vai aparecer outro como ele”.

* Trajetória
Considerado atualmente a grande revelação do violão brasileiro, seu virtuosismo aflorou muito cedo. Natural de Petrópolis - RJ, desde os sete anos é autodidata em seus estudos de violão popular. Aos dez anos, já dava concertos por toda sua cidade. Graduado pela Escola Nacional de Música da UFRJ, em 1999, ampliou seus horizontes profissionais, como solista, em palcos de todo o Brasil. Turíbio Santos, em dezembro de 2000, o convidou para encerrar o 38º Festival Villa Lobos, frente à Orquestra Pró-Música, na Sala Cecília Meirelles, no Rio. Com apenas 23 anos, foi considerado um dos melhores violonistas da atualidade, em matéria publicada pelo Segundo Caderno do Jornal O Globo, dedicada ao Violão Brasileiro (08/12/00). De 2001 a 2005 foi solista do grupo Maogani. Neste período, recebeu três dos mais importantes prêmios da música brasileira:
* Prêmio Caras de Música 2001
* Prêmio Rival Br 2004
* Prêmio Tim 2005

Em Outubro de 2005, gravou Unha e Carne - seu 1º álbum solo onde recria a obra do compositor Guinga. No Brasil – nação considerada “o país do violão” – este álbum foi considerado pela crítica um dos 5 discos de violão brasileiro mais importantes de todos os tempos, em matéria publicada pelo jornal Folha de São Paulo.

- ”Unha & Carne” - (2006)                             

Descriptivo Tecnico.
Duración:
50 min.
Estílo Musical: Bossa Nova, Jazz Brasileiro, Jazz, Música Contemporânea Brasileira, Música Instrumental, Samba.
Descripción: En este programa recibimos al brillante guitarrista Marcus Tardelli, que retorna al programa para presentar su disco “Unha & Carne”, dedicado exclusivamente a la musica de Guinga. Autodidacta, el nos cuenta de su trajectória musical, de su tecnica particular al instrumento y de como fué el proceso de arreglo y grabación de ese magnífico trabajo. Un programa imperdíble, escuche ahora y conozca más de este increíble guitarrista.
Site: www.marcustardelli.com.br
e-mail: marcustardelli@veloxmail.com.br

<<Programa #09 - 2007 - Marcus Tardelli: “Un musico espectacular”.

tardelli2
tardelli3
escuche ahora
download
mfb_style_cabecalho